Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Pólenes com níveis muito elevados esta semana em Portugal continental

Pólenes com níveis muito elevados esta semana em Portugal continental
| País
Porto Canal com Lusa

Os pólenes vão estar com níveis muito elevados, nos próximos dias, em todas as regiões de Portugal continental, de acordo com o primeiro Boletim Polínico da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) divulgado esta segunda-feira.

Entre segunda e sexta-feira, os níveis de pólenes vão estar elevados em várias regiões do continente, adianta a SPAIC, que vai divulgar um Boletim Polínico todas as semanas e durante a primavera, estação propícia a alergias, que começa esta segunda-feira.

De acordo com a SPAIC, os pólenes predominantes em Portugal continental serão das árvores pinheiro, plátano, cipreste e carvalhos e das ervas urtiga e parietária.

Em Lisboa (região de Lisboa e Setúbal), os pólenes encontram-se em níveis muito elevados, com predomínio dos pólenes das árvores plátano, pinheiro, cipreste e carvalhos e das ervas urtiga e parietária.

No Porto (região de Entre Douro e Minho), os pólenes encontram-se em níveis elevados, com predomínio dos pólenes das árvores cipreste e pinheiro e da erva urtiga.

A SPAIC adianta também que no Funchal (região autónoma da Madeira), os pólenes encontram-se em níveis baixos, com destaque para os pólenes de cipreste e erva parietária.

Em Ponta Delgada (região autónoma dos Açores), os pólenes encontram-se em níveis moderados, com predomínio dos pólenes das árvores pinheiro, plátano e cipreste e da erva urtiga.

+ notícias: País

Sete distritos do continente sob aviso amarelo devido ao tempo quente

Sete distritos de Portugal continental estão esta segunda-feira sob aviso amarelo devido ao tempo quente, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Nova greve de professores às avaliações arranca esta segunda-feira e pode durar um mês

Os professores começam esta segunda-feira nova greve às avaliações com a contagem integral do tempo de serviço congelado como “questão central”, alertando o Governo que sem respostas esta não será uma paralisação só de um dia ou de uma semana.

Ordem avisou Centro Hospitalar Lisboa Norte sobre perda de capacidade formativa

A Ordem dos Médicos enviou este ano pelo menos duas cartas ao Centro Hospitalar Lisboa Norte a avisar que estava em causa a sua capacidade de formar novos especialistas em pneumologia, segundo documentos a que a Lusa teve acesso.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.