Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Marinha colombiana encontra cocaína do segundo maior grupo de guerrilha do país

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bogotá, 20 mar (Lusa) -- A marinha da Colômbia anunciou hoje ter encontrado hoje em Chocó, na fronteira com o Panamá, três depósitos de cocaína dos guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional, alegadamente para enviar para a América Central.

O Exército de Libertação Nacional (ELN) é o segundo maior movimento de guerrilha no país, a seguir às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) que, no ano passado, assinaram um acordo de paz com o Governo do Presidente Juan Manuel Santos.

"O desenrolar de operações militares pela força naval do Pacífico e marinha resultou na descoberta de três enseadas que pertencem ao ELN, nas proximidades da fronteira com o Panamá, nas quais foram encontradas aproximadamente uma tonelada e meia de cocaína", disse o coronel da Infantaria da Marinha colombiana, Héctor Restrepo, aos jornalistas.

A operação decorreu numa praia no município de Juradó, departamento de Chocó, disseram as autoridades, que tentam descobrir o paradeiro dos rebeldes que cuidavam dos abrigos onde foi encontrada a droga.

No local foram ainda encontradas duas lanchas, nas quais os guerrilheiros do ELN pretendiam alegadamente transportar a cocaína para a América Central, de acordo com um comunicado da marinha colombiana.

DM // EJ

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

PR angolano regressou hoje a Luanda após tratamento médico em Espanha

Luanda, 29 mai (Lusa) - O Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, de 74 anos, regressou hoje a Luanda, após uma ausência de 28 dias em Espanha, onde habitualmente recebe tratamento médico, período que ficou marcado pelas dúvidas sobre o seu estado de saúde.

Novas perturbações em voos da British Airways com partida de Heathrow

Londres, 29 mai (Lusa) - A companhia British Airways anunciou hoje atrasos e cancelamentos de voos com partida do aeroporto de Heathrow, em Londres, pelo terceiro dia consecutivo depois de uma avaria informática.

Secretário dos EUA diz que contactos de genro de Trump com a Rússia podem ser "uma coisa boa"

Washington, 29 mai (Lusa) -- O secretário para a Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Kelly, considerou que a alegada tentativa de Jared Kushner, genro de Donald Trump, para estabelecer um canal de comunicações com Moscovo pode ser "uma coisa boa".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS