Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Vasco Seabra quer um dia feliz do Paços de Ferreira para vencer o Benfica

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Paços de Ferreira, Porto, 17 mar (Lusa) - O treinador do Paços de Ferreira disse hoje querer ir além do empate na receção ao Benfica e assim melhorar a prestação diante do FC Porto, também concorrente ao título, na 26.ª jornada da I Liga de futebol.

"Queremos fazer melhor do que fizemos contra o FC Porto (0-0), queremos não sofrer golos e, se possível, marcar. Sentimo-nos em casa, um lugar estável, e é mais uma oportunidade que temos", disse Vasco Seabra, na conferência de antevisão ao jogo de sábado.

O técnico pacense evidenciou "a força" e "o conforto" do fator casa para um jogo frente a "um excelente adversário, individual e coletivamente", reforçando o objetivo de repetir a solidez defensiva e melhorar a finalização.

"Vamos orientar-nos com o objetivo de manter a nossa baliza a zeros e de procurar constantemente a baliza adversária para marcarmos golos. Com a nossa união, força e organização, vamos tentar contrariar o favoritismo [do Benfica], sabendo que é um jogo extremamente delicado em termos do adversário que defrontámos", disse Vasco Seabra.

A receita do técnico para que, no final, seja mais um dia feliz para o Paços passa por valorizar o que a equipa faz melhor e ser ainda mais forte naquilo que o adversário é forte.

"Faremos de tudo para valorizar o que fazemos bem e procuraremos estar mais fortes naquilo que fazemos menos bem. E, em relação ao adversário, naquilo que são muito fortes, tentaremos ser ainda mais fortes, e esperar que seja mais um dia feliz da nossa parte", sublinhou.

Sobre o adversário, Seabra disse "valorizar o que é o Benfica enquanto equipa", reconhecendo nos campeões em título "uma equipa extremamente forte".

"[O Benfica] Tem excelentes individualidades, um excelente treinador e uma equipa extremamente forte. Basta ver o percurso nos últimos anos. Vai ser uma equipa que vai encarar o jogo com grande determinação e alma, mas queremos ser nós, no fim, a fazer a diferença", acrescentou.

Para o técnico pacense, "equipas que lutam para serem campeãs nacionais não podem estar dependentes de jogar antes ou depois" umas das outras ou agarrar-se a desculpas sobre ausências de determinados jogadores, repisando a ideia de que "vai ser um jogo disputado".

O Paços de Ferreira, 14.º classificado com 26 pontos e a permanência bem encaminhada, defronta o líder Benfica, com 63, no estádio Capital do Móvel, no sábado, a partir das 20:30, num jogo que terá arbitragem de João Pinheiro, da associação de Braga.

CYA/JPYG // JP

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

Maniche lembra a vontade de ganhar e "cotoveladas saudáveis" de Jorge Costa como formas da mística do FC Porto

Ganhar. É esta a palavra que Maniche, antigo jogador do FC Porto, define a mística do clube azul e branco. O médio centro relembra as cotoveladas de Jorge Costa como certa forma de mística transmitida no desejo de ganhar.

Maniche afirma que não renovou pelo SL Benfica porque Luís Filipe Vieira lhe queria impor José Veiga como empresário

Maniche, antigo jogador FC Porto, em entrevista ao Porto Canal, nesta segunda-feira, explica que não renovou pelo SL Benfica no ano de 2002 porque Luís Filipe Vieira lhe queria impor José Veiga como empresário.

Maniche afirma que o FC Porto tornou a final da Champions de 2004 “num jogo fácil”

Maniche afirma, em entrevista ao Porto Canal, nesta segunda-feira, que na final da Champions de 2004 frente ao AS Mónaco, o FC Porto sabia que tinha a “capacidade para ganhar” e que apesar de ser um jogo importante a equipa “tornou-o fácil”.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Imperdíveis

Casa Ermelinda Freitas em Águas...