Info

Passos Coelho escusa-se a comentar declarações de Soares porque tem "enorme respeito"

Passos Coelho escusa-se a comentar declarações de Soares porque tem "enorme respeito"
| Política
Porto Canal

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, escusou-se hoje a comentar as declarações proferidas pelo antigo Presidente da República Mário Soares, mas sublinhou o enorme respeito pelo ex-chefe de Estado.

"Não vou fazer nenhum comentário às intervenções do senhor dr. Mário Soares, por quem tenho um enorme respeito. É uma figura incontornável da democracia portuguesa e da nossa República, foi não apenas uma personalidade decisiva na construção do nosso regime democrático, como foi chefe de Governo em condições particularmente difíceis. Foi Presidente da República dez anos, é uma personalidade que respeito demasiado para nesta altura fazer comentários sobre as suas afirmações", afirmou Passos Coelho.

Quanto a um possível aumento da instabilidade social e da violência em Portugal, Passos Coelho considerou que "o país tem dado mostras de uma grande determinação em rejeitar situações que possam envolver uma grande instabilidade, seja ela de natureza política, social ou económica".

"Temos vivido muitas dificuldades, sabendo que o país esteve à beira da bancarrota ainda há dois anos atrás. Só quem não vive neste mundo é que não pode avaliar as tremendas dificuldades que temos vindo a passar, mas a razão por que temos enfrentado corajosamente essas dificuldades é porque queremos reparar e sair desta situação", acrescentou o primeiro-ministro.

Passos Coelho falava aos jornalistas à margem da II Cimeira do Turismo Português, que hoje se realizou em VIlamoura, no Algarve.

O Governo da maioria PSD/CDS-PP e o Presidente da República foram na quinta-feira à noite alvos constantes dos oradores e vários milhares de pessoas presentes na conferência "Em defesa da Constituição, da Democracia e do Estado Social", realizada na quinta-feira, em Lisboa.

O ex-chefe de Estado Mário Soares defendeu a demissão do Presidente da República e do Governo, dizendo que o devem fazer enquanto é tempo de "irem para suas casas pelo seu pé" e evitarem "uma onda de violência".

+ notícias: Política

Marcelo Rebelo de Sousa defende "precipitações" com Regionalização só beneficiama "antirregionalistas"

O presidente da República voltou esta sexta-feira a defender que a Regionalização pode ser perigosa por se colocar o 'carro à frente dos bois'. Foram palavras do chefe de Estado neste segundo dia de agenda oficial pelo Grande Porto, à margem da cerimónia de encerramento da reunião de Academias Nacionais de Medicina de Portugal e do Brasil, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Marcelo destacou que acelerar o processo aumenta os riscos de erro e só favorece os "antirregionalistas".

Miguel Pinto Luz acredita ser uma força de rejuvenescimento do PSD

Miguel Pinto Luz, candidato à liderança do PSD, considerou que no debate ficou claro que é ele quem representa rejuvenescimento no partido.

Presidente da República apela a instituições que sigam o exemplo do Leixões e acolham sem-abrigo

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje que se outras instituições seguissem o exemplo do Leixões SC que integrou dois sem-abrigo, abria-se caminho à resolução de muitos problemas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

D'Mais

Atitudo - Artes Marciais &...

Nota Alta

"A cidade do Porto está com um...

N'Agenda

"Gosto de estar a par do rap que...