Info

Actividade económica recupera em Outubro pela 1.ª vez desde Fevereiro de 2011 - BdP

| Política
Fonte: Agência Lusa

Redação, 22 nov (Lusa) - A atividade económica recuperou em outubro pela primeira vez desde fevereiro de 2011, de acordo com os indicadores de conjuntura hoje divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

De acordo com o BdP, o indicador coincidente da atividade económica recuperou 0,4% em outubro (contra os -0,1% observados em setembro), registando o primeiro resultado positivo desde fevereiro de 2011.

Os indicadores divulgados no mês passado pelo Banco de Portugal apontavam para uma recuperação da atividade económica já em setembro, com o indicador coincidente da atividade económica a progredir 0,1%, mas os dados revistos com a informação mais recente atiraram este indicador novamente para valores negativos em setembro (-0,1%).

Quanto ao indicador coincidente do consumo privado, que acumula quedas desde novembro de 2010, apresentou uma diminuição homóloga de 0,3% em outubro (-0,9% em setembro), mantendo a tendência de recuperação observada desde inícios de 2012.

PD // MSF

Lusa/fim

+ notícias: Política

"O PS continua a ser muito permeável a conjunto de interesses"

Mariana Mortágua, deputada do Bloco de Esquerda, afirma que o Partido Socialista "continua a ser muito permeável a conjunto de interesses que sempre moldaram a atuação" dos socialista e que isso se reflete na hora de votar.

Mariana Mortágua defende que a Caixa Geral de Depósitos devia financiar setores estratégicos para o país

Mariana Mortágua, deputada do Bloco de Esquerda, afirma que o Governo, em coordenação com o Parlamento, deveria definir a estratégia de atividade da Caixa Geral de Depósitos para se "evitar financiar atividades especulativas de empresários aventureiros" e dar prioridade a financiar setores estratégicos para o país.

Ministra Marta Temido encabeça lista do PS pelo círculo de Coimbra

 A ministra da Saúde, Marta Temido, vai encabeçar a lista socialista pelo círculo eleitoral de Coimbra nas próximas eleições legislativas, disse à agência Lusa a secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.