Info

Ministra da Justiça apela à serenidade e à responsabilidade

| Política
Fonte: Agência Lusa

Lisboa, 22 nov (Lusa) - A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, apelou hoje à serenidade e à responsabilidade, a propósito da manifestação de forças de segurança e das afirmações de Mário Soares sobre o estado da democracia portuguesa.

Questionada sobre o facto de membros das forças de segurança terem subido a escadaria da Assembleia da República na manifestação desta quinta-feira, Paula Teixeira da Cruz referiu não ter assistido a essas imagens, mas afirmou: "Parece-me que temos todos, neste momento, de ter grande, grande serenidade".

"Compreendemos todos que passamos momentos difíceis, mas os Estados de direito têm regras, como é evidente. E, portanto, pese todas as dificuldades, penso que temos de manter serenidade. As alternativas são todas muito, muito piores", acrescentou a ministra da Justiça, à margem de um seminário sobre serviços de informações, na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa.

Depois, confrontada com a ideia de que Portugal está a caminho de uma nova ditadura, sustentada pelo antigo Presidente da República Mário Soares na conferência "Em defesa da Constituição, da Democracia e do Estado social" que se realizou na quinta-feira à noite na Aula Magna, em Lisboa, a ministra perguntou aos jornalistas: "Os senhores estão, neste momento, com toda a liberdade, a fazer-me as perguntas que entendem, é isso compatível com uma ditadura?".

Paula Teixeira da Cruz defendeu o lema "máxima liberdade, máxima responsabilidade" e considerou que é preciso ponderação: "Num momento tão grave como aquele que atravessamos, todos temos de ser muito responsáveis por aquilo que dizemos e temos de ter cuidado com as consequências daquilo que dizemos, e mais não comentarei".

Escusando-se a qualificar as afirmações de Mário Soares feitas, a ministra acrescentou apenas: "Máxima liberdade, máxima responsabilidade. A cada um a sua liberdade e a sua responsabilidade, pelos atos e pelas afirmações".

IEL // SMA

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Marcelo Rebelo de Sousa defende "precipitações" com Regionalização só beneficiama "antirregionalistas"

O presidente da República voltou esta sexta-feira a defender que a Regionalização pode ser perigosa por se colocar o 'carro à frente dos bois'. Foram palavras do chefe de Estado neste segundo dia de agenda oficial pelo Grande Porto, à margem da cerimónia de encerramento da reunião de Academias Nacionais de Medicina de Portugal e do Brasil, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Marcelo destacou que acelerar o processo aumenta os riscos de erro e só favorece os "antirregionalistas".

Miguel Pinto Luz acredita ser uma força de rejuvenescimento do PSD

Miguel Pinto Luz, candidato à liderança do PSD, considerou que no debate ficou claro que é ele quem representa rejuvenescimento no partido.

Presidente da República apela a instituições que sigam o exemplo do Leixões e acolham sem-abrigo

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje que se outras instituições seguissem o exemplo do Leixões SC que integrou dois sem-abrigo, abria-se caminho à resolução de muitos problemas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

D'Mais

Atitudo - Artes Marciais &...

Nota Alta

"A cidade do Porto está com um...

N'Agenda

"Gosto de estar a par do rap que...