Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Ministra entrega 34 novas viaturas à PSP que custaram 885 mil euros

Ministra entrega 34 novas viaturas à PSP que custaram 885 mil euros
| Política
Porto Canal com Lusa

A PSP recebeu hoje 34 novas viaturas, no valor de 885 mil euros, que serão distribuídas pelos diversos comandos, entre os quais o do Porto, e para várias valências como trânsito, patrulhamento e proteção de testemunhas.

A cerimónia de entrega das viaturas, que decorreu na direção nacional da polícia, contou com a presença da ministra da Administração Interna para quem estas novas viaturas são "um reforço muito importante para a PSP, para a renovação da sua frota automóvel e para reforçar a capacidade operacional da PSP".

Sobre o contrato de aquisição, Constança Urbano de Sousa explicou que a preocupação foi que no compromisso com a marca tivesse incluído a manutenção das viaturas durante seis anos ou 200 mil quilómetros.

Para o diretor nacional da PSP, Luis Farinha, estas 34 novas viaturas, vêm colmatar um conjunto de necessidades da polícia e reduzir a média etária dos veículos e o seu intenso uso".

No início do mês, a Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP) denunciou que 50% das viaturas do Comando Metropolitano da PSP do Porto estão inoperacionais por falta de verbas para proceder à respetiva reparação.

"Cerca de 50% das viaturas que estão distribuídas ao Comando Metropolitano da PSP do Porto não estão em funcionamento", estando "inoperacionais" por diversas razões, inclusivamente por "falta de peças e verba para proceder à respetiva reparação", alertou ASPP/PSP do Porto.

+ notícias: Política

Bloco de Esquerda rejeita caminho "para o abismo" e propõe saída do euro

A coordenadora do Bloco de Esquerda defendeu este domingo a urgência de preparar o país para a saída do euro, rejeitando que Portugal fique "no pelotão da frente" de uma Europa que "caminha para o abismo".

Jerónimo de Sousa quer reformas por inteiro para trabalhadores com 40 anos de descontos

Jerónimo de Sousa defendeu este domingo que os "trabalhadores com 40 anos de descontos deviam ter direito à reforma sem penalizações" e considerou insuficientes as alterações propostas pelo PS, durante um almoço comemorativo dos 96 anos do PCP, no Seixal.

Congresso da UGT aprova 16 moções, uma das quais admite greve geral da função pública

O XIII Congresso da UGT aprovou este domingo 16 moções, entre as quais uma da Federação de Sindicatos da Administração Pública com um ultimato ao Governo para negociações imediatas na função pública e que admite uma greve geral do setor.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Imperdíveis

Casa Ermelinda Freitas em Águas...

Nota Alta

"Eu ainda não senti a...