Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Ministra entrega 34 novas viaturas à PSP que custaram 885 mil euros

Ministra entrega 34 novas viaturas à PSP que custaram 885 mil euros
| Política
Porto Canal com Lusa

A PSP recebeu hoje 34 novas viaturas, no valor de 885 mil euros, que serão distribuídas pelos diversos comandos, entre os quais o do Porto, e para várias valências como trânsito, patrulhamento e proteção de testemunhas.

A cerimónia de entrega das viaturas, que decorreu na direção nacional da polícia, contou com a presença da ministra da Administração Interna para quem estas novas viaturas são "um reforço muito importante para a PSP, para a renovação da sua frota automóvel e para reforçar a capacidade operacional da PSP".

Sobre o contrato de aquisição, Constança Urbano de Sousa explicou que a preocupação foi que no compromisso com a marca tivesse incluído a manutenção das viaturas durante seis anos ou 200 mil quilómetros.

Para o diretor nacional da PSP, Luis Farinha, estas 34 novas viaturas, vêm colmatar um conjunto de necessidades da polícia e reduzir a média etária dos veículos e o seu intenso uso".

No início do mês, a Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP) denunciou que 50% das viaturas do Comando Metropolitano da PSP do Porto estão inoperacionais por falta de verbas para proceder à respetiva reparação.

"Cerca de 50% das viaturas que estão distribuídas ao Comando Metropolitano da PSP do Porto não estão em funcionamento", estando "inoperacionais" por diversas razões, inclusivamente por "falta de peças e verba para proceder à respetiva reparação", alertou ASPP/PSP do Porto.

+ notícias: Política

Tempo de espera nas urgências vai contar no pagamento da tutela aos hospitais

O pagamento dos serviços de urgência aos hospitais do SNS que os prestem irá levar em conta a percentagem de episódios atendidos dentro do tempo de espera previsto no protocolo de triagem.

Costa elogia candidatura do Porto à EMA e diz que Europa nem sempre escolhe bem

Tunes, Tunísia, 20 nov (Lusa) - O primeiro-ministro elogiou hoje o percurso da candidatura do Porto para acolher a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), apesar da derrota, e lamentou que a Europa nestes processos nem sempre faça as melhores escolhas.

Câmara do Porto sempre soube que conseguir sede da EMA era "batalha muito difícil"

Porto, 20 nov (Lusa) -- O presidente da Câmara do Porto, o independente Rui Moreira, assinalou hoje que a cidade entrou "na corrida" para acolher a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA) para ganhar, mas sempre soube que era uma "batalha muito difícil".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS