Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Ministra preocupada com furto de armas da PSP aguarda conclusões das investigações

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 17 fev (Lusa) -- A ministra da Administração Interna disse hoje estar preocupada com o furto de 50 pistolas das instalações da direção nacional da PSP, mas aguarda a conclusão das investigações para decidir se deve haver alterações nos procedimentos.

"É naturalmente algo que me preocupa e por isso mesmo já existe não só uma inspeção em curso, processos disciplinares, mas também uma investigação criminal em curso. Precisamos de esperar pelas conclusões", cuja competência é do Ministério Público, disse Constança Urbano de Sousa na direção nacional da PSP, à margem da entrega de 34 viaturas novas à polícia.

Na quinta-feira, um comunicado do MAI informava que a PSP tinha suspendido de funções dois agentes e instaurado um inquérito ao armazenamento de armas da direção nacional após terem sido extraviadas 50 armas de nove milímetros.

Questionada sobre possíveis alterações nos procedimentos, a ministra insistiu na necessidade da inspeção da PSP, dos inquéritos disciplinares e da investigação criminal estarem concluídas para ser tomada alguma decisão.

"Precisamos de esperar pelas conclusões para perceber exatamente quais os contornos desta situação. Quando houver conclusões logo se vai determinar quais os procedimentos a seguir", disse.

CC // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: País

Portugueses ganham mais de dois anos anos de esperança de vida numa década

A esperança de vida à nascença da população portuguesa aumentou 2,44 anos na última década, sendo que os homens ganharam perto de três anos e as mulheres dois, revelam dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Novos casos de tuberculose em Portugal caíram para metade entre 2000 e 2016

Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

Banco Alimentar contra a Fome recolheu 1.848 toneladas de alimentos no fim de semana

O Banco Alimentar contra a Fome recolheu 1.848 toneladas de alimentos durante a campanha realizada no fim de semana em mais de 2.000 superfícies comerciais e com a participação de mais de 40 mil voluntários.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS