Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Grávida perde bebé devido a demora de atendimento na Unidade da Guarda

Grávida perde bebé devido a demora de atendimento na Unidade da Guarda
Redes Sociais
| Norte
Porto Canal (AYR)

Cláudia Costa, grávida no fim da gestação, apresentava perdas de sangue e esperou uma hora e meia por ser atendida pelo obstetra na Unidade da Guarda, acabando por perder a bebé, avança, esta sexta-feira, o Jornal de Notícias (JN).

Cláudia Costa, de 39 anos, tinha o parto marcado para dia 27 deste mês quando, esta quinta-feira, apresentava perdas de sangue e decidiu dirigir-se à Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda.

De acordo com o que o JN indica, Cláudia entrou em trabalho de parto e foi colocada nas chamadas ‘cintas’ de forma a controlarem o batimento cardíaco da bebé. Estando o batimento acelerado foi chamado o obstetra de serviço.

Uma hora e meia depois apareceu o obstetra reformado de Santarém e indicou que já não havia nada a fazer. O corpo da bebé foi levado para o Instituto de Medicina Legal do Porto.

A administração da Unidade da Guarda já abriu um processo de averiguações para apuramento de responsabilidades na morte da bebé sendo alegada falta de assistência.

"O Conselho de Administração (CA) da ULS da Guarda confirma que deu entrada, ontem [quinta-feira], às 09h30, uma senhora de 39 anos, na urgência de obstetrícia, e que manifestava perdas de sangue pouco significativas tendo de imediato sido registada às 09h34. Feita a ecografia fetal confirmou a morte do feto. A mãe foi encaminhada para o bloco operatório e submetida a uma cesariana", explicou esta sexta-feira aos jornalistas, o presidente do CA da ULS da Guarda.

Indicou ainda que estavam ao serviço dois obstetras e que o atraso de um dos especialistas de serviço "é uma matéria que fica para ser analisada pelos inquiridores que foram nomeados".

Em 2015, a ULS da Guarda foi considerada como hospital "amigo dos bebés".

+ notícias: Norte

Governo continua sem dar prazo para arranque das obras na ala pediátrica do Hospital de São João

O Governo continua sem dar um prazo concreto para o arranque das obras na ala pediátrica do Hospital de São João. Um mês e meio depois da divulgação das imagens que mostravam crianças a fazer quimioterapia nos corredores, o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde não explica como será o futuro do 'Joãozinho' mas afirma que poderá passar pela transferência de valências para outras unidades de saúde do Porto.

Vimioso inaugura Parque Ibérico de Natureza e Aventura

Vimioso já abriu as portas do Parque Ibérico de Natureza e Aventura (PINTA). O parque demorou 10 anos a concluir, mas é agora um espaço que se assume como um convite à descoberta do território. Uma das ofertas deste parque está ligada ao Burro de Miranda, com um Centro de Atividades Ludico-Pedagógicas, onde é possível fazer atividades como passeios de burro e até asinoterapia.

Cerca de 150 alunos visitam Feira das Profissões em Arcos de Valdevez

Cerca de 150 alunos do 9º ano das escolas de Arcos de Valdevez estiveram na Feira das Profissões organizada pelo Agrupamento de Escolas. O objetivo foi mostrar aos alunos todas as possibilidades de futuro que têm para que no final deste ano letivo e para que façam a escolha que lhes é mais indicada, entre o ensino secundário ou o profissional.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.