Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Inquérito/CGD: Impasse nos trabalhos da comissão mantém-se até 3.ª feira

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 16 fev (Lusa) - A reunião de mesa e coordenadores da comissão de inquérito à gestão da CGD de hoje foi inconclusiva, pelo que foi reagendado novo encontro para terça-feira, informou o presidente em exercício da comissão, Paulo Trigo Pereira (PS).

O deputado socialista, que assumiu a liderança desta comissão após o anterior presidente, José Matos Correia (PSD), ter renunciado hoje ao cargo, fez uma breve declaração aos jornalistas no final da reunião, que decorreu à porta fechada e demorou cerca de uma hora.

Segundo Trigo Pereira, o objetivo da reunião de hoje foi saber se havia informação sobre o novo presidente da comissão por parte dos partidos (PSD e CDS-PP) que, por terem imposto esta comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos (CGD) de forma potestativa, têm o dever de nomear o seu presidente.

Como não houve uma nomeação, Trigo Pereira reagendou para a próxima terça-feira, às 15:00, nova discussão sobre este assunto.

"São os partidos proponentes que têm a responsabilidade de nomear o presidente da comissão. Pela minha parte, considero que as funções que assumi serão limitadas no tempo e não vão estender-se até ao final do prazo da comissão, a 26 de março", sublinhou.

DN // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Linhas orientadoras da UGT para os próximos 4 anos aprovadas por "esmagadora maioria"

A resolução programática da UGT com as orientações para o próximo quadriénio foi este domingo aprovada "por esmagadora maioria" no XIII Congresso, focando-se na defesa do crescimento e emprego e numa política de rendimentos baseada numa justa distribuição da riqueza.

Deco acusa banca de cobrar aos clientes comissões indevidas

A Deco acusa a banca de cobrar comissões aos clientes sem prestar qualquer serviço, como por processamento de prestação de crédito ou manutenção de conta, e de querer compensar as perdas da intermediação financeira com a atividade de comissionamento.

Moscovici afirma que Portugal sairá em breve do procedimento por défice excessivo

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, afirmou, numa entrevista ao jornal italiano La Repubblica, publicada este sábado, que "Portugal vai sair em breve" do procedimento por défice excessivo (PDE).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Imperdíveis

Casa Ermelinda Freitas em Águas...

Nota Alta

"Eu ainda não senti a...