Info

Governo decreta tolerância de ponto no dia 24 e na tarde de 31 de Dezembro

Governo decreta tolerância de ponto no dia 24 e na tarde de 31 de Dezembro
| Política
Porto Canal

O Governo decidiu decretar tolerância de ponto no dia 24 de dezembro, véspera de Natal, e na tarde de 31 de dezembro, véspera de Ano Novo, para os trabalhadores da função pública.

Esta decisão foi comunicada aos jornalistas pelo gabinete do ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes, no final da conferência de imprensa sobre as conclusões do Conselho de Ministros.

Este ano o Natal e o Ano Novo calham em quartas-feiras.

No ano passado, estes dois feriados nacionais calharam em terças-feiras e o executivo PSD/CDS-PP decretou tolerância de ponto nos dias 24 e 31 de dezembro, segundas-feiras.

Em 2011, o Natal e o Ano Novo calharam em domingos e o Governo decidiu não dar tolerância de ponto aos funcionários públicos nas vésperas destes feriados, argumentando que aos sábados, por princípio, não há trabalho na Administração Pública.

+ notícias: Política

Marcelo Rebelo de Sousa defende "precipitações" com Regionalização só beneficiama "antirregionalistas"

O presidente da República voltou esta sexta-feira a defender que a Regionalização pode ser perigosa por se colocar o 'carro à frente dos bois'. Foram palavras do chefe de Estado neste segundo dia de agenda oficial pelo Grande Porto, à margem da cerimónia de encerramento da reunião de Academias Nacionais de Medicina de Portugal e do Brasil, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Marcelo destacou que acelerar o processo aumenta os riscos de erro e só favorece os "antirregionalistas".

Miguel Pinto Luz acredita ser uma força de rejuvenescimento do PSD

Miguel Pinto Luz, candidato à liderança do PSD, considerou que no debate ficou claro que é ele quem representa rejuvenescimento no partido.

Presidente da República apela a instituições que sigam o exemplo do Leixões e acolham sem-abrigo

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje que se outras instituições seguissem o exemplo do Leixões SC que integrou dois sem-abrigo, abria-se caminho à resolução de muitos problemas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.