Info

Trabalhadores da Misericórdia do Porto têm agora "direito à desconexão"

Trabalhadores da Misericórdia do Porto têm agora "direito à desconexão"
google
| Norte
Porto Canal (MYR)

A Santa Casa da Misericórdia do Porto anunciou, esta sexta-feira, ter adotado o direito à desconexão dos seus cerca de 1500 trabalhadores, proporcionando aos colaboradores não serem obrigados a responder a chamadas ou e-mails foram do horário de trabalho, avança o Diário de Notícias.

O direito dos trabalhadores a um descanso efetivo entre as jornadas de trabalho tem sido alvo de debate internacional. Misericórdia do Porto é pioneira na abordagem desta problemática no nosso país e acompanha a tendência ao regulamentar o direito à desconexão dos seus perto de 1500 colaboradores.

Em comunicado, a Misericórdia do Porto refere que são estabelecidas regras para a utilização de correio eletrónico, chamadas móveis e outros meios de comunicação à distância, fora das horas de trabalho convencional.

O Provedor, António Tavares, salvaguarda "o direito a um descanso efetivo entre as jornadas de trabalho, a necessária conciliação entre a vida profissional e a vida familiar, a proteção da segurança e saúde do trabalhador, bem como o direito ao descanso, ao repouso e à integridade física e mental" dos colaboradores da Misericórdia do Porto.

António Tavares estabelece regras para a utilização de correio eletrónico, chamadas móveis e outros meios de comunicação à distância, fora das horas de trabalho convencional. "Os colaboradores, por via de regra, no período pós-laboral, não são obrigados a responder a correios eletrónicos ou a chamadas móveis".

+ notícias: Norte

Aeródromo de Vila Real encerrado a aviões por falta de segurança

O aeródromo municipal de Vila Real está encerrado a aviões, a partir de hoje e por tempo indeterminado, devido a questões de segurança relacionadas com o abatimento do piso, disse fonte da autarquia.

Comissão ordena desmontagem de grua no Porto por incumprir normas de segurança

A comissão de acompanhamento criada depois da queda de duas gruas na cidade do Porto ordenou a desmontagem de uma grua colocada junto a um edifício na Praça da República, por não cumprir a normas estipuladas.

António Costa destaca papel "fundamental" da ferrovia para a internacionalização da economia

O primeiro-ministro, António Costa, sublinhou hoje, em Viana do Castelo, a aposta do Governo na ferrovia, defendendo que se trata de um elemento "fundamental" para a internacionalização da economia.

Atualizado 16-07-2019 12:01

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.