Info

Mário Soares: Urna abandona Mosteiro dos Jerónimos cerca das 14:10

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 10 jan (Lusa) - A urna de Mário Soares saiu do Mosteiro dos Jerónimos perto das 14:10, sendo transportada por militares da GNR que a colocaram num armão para seguir o cortejo fúnebre ate ao Cemitério dos Prazeres, em Lisboa.

A saída da urna foi acompanhada, no exterior, por algumas centenas de pessoas que, na Praça do Império, aplaudiram o momento.

Os familiares de Mário Soares acompanharam a saída da urna, bem como o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e alguns membros do Governo.

Já no exterior, seis F16 da Força Aérea sobrevoaram os céus da zona de Belém, em jeito de conclusão à homenagem naquele local.

Durante o cortejo fúnebre, que saiu às 14:16 junto dos Mosteiros dos Jerónimos em direção ao Cemitério dos Prazeres, a urna é acompanhada por uma escolta de honra a cavalo da GNR constituída por 84 cavalos.

Mário Soares morreu no sábado, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa.

O Governo português decretou três dias de luto nacional, até quarta-feira.

O funeral realiza-se pelas 15:30 no Cemitério dos Prazeres, após passagem do cortejo fúnebre pelo Palácio de Belém, Assembleia da República, Fundação Mário Soares e sede do PS, no Largo do Rato.

Nascido a 07 de dezembro de 1924, em Lisboa, Mário Alberto Nobre Lopes Soares, advogado, combateu a ditadura do Estado Novo e foi fundador e primeiro líder do PS.

Após a revolução do 25 de Abril de 1974, regressou do exílio em França e foi ministro dos Negócios Estrangeiros e primeiro-ministro entre 1976 e 1978 e entre 1983 e 1985, tendo pedido a adesão de Portugal à então Comunidade Económica Europeia (CEE), em 1977, e assinado o respetivo tratado, em 1985.

Em 1986, ganhou as eleições presidenciais e foi Presidente da República durante dois mandatos, até 1996.

CMP/MYDM // SMA

Lusa/fim

+ notícias: País

Associações de doentes alertam para "realidade assustadora" de falta de medicamentos

Setenta associações de doentes enviaram uma carta ao Infarmed a alertar para a "realidade assustadora" de doentes cujo estado de saúde se tem "agravado" devido à falta de medicamentos nas farmácias e à não aprovação de fármacos inovadores.

Problemas elétricos nas novas ambulâncias do INEM resolvidos até ao final do mês

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) espera ter até final do mês resolvidos os problemas elétricos detetados em cinco das suas 20 ambulâncias novas e garante que a segurança no transporte dos doentes não está em causa.

Aveiro realiza simulacro de acidente com recurso a tecnologia 5G

As comunicações entre as entidades responsáveis pela prestação de socorro em caso de acidente são fundamentais. Como tal, as autoridades de Aveiro testaram a rede 5G num simulacro de um despiste com um encarcerado, sendo que a evolução da rede permitiu maior rapidez na atuação dos meios.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

UNITE with Tomorrowland no Porto