Info

Arranca em dezembro plataforma 'online' bookingdrive.com para aluguer de carros particulares

| País
Porto Canal com Lusa

Uma nova plataforma 'online' de aluguer de carros, designada bookingdrive.com, inicia em dezembro atividade em Portugal, garantindo oferecer aos proprietários aderentes a possibilidade de rentabilizar os seus veículos e aos utilizadores preços "70% abaixo" do 'rent a car' tradicional.

Segundo disse à agência Lusa o empresário promotor, trata-se de um modelo de negócio "assente na economia de partilha" que já está implementado em países como os EUA, França, Reino Unido e Alemanha, encontrando-se atualmente a plataforma ativa para registo de veículos e ficando o aluguer disponível em todo o país e ilhas - mas sobretudo em Lisboa e no Porto - a partir de 01 de dezembro.

"Com este serviço de aluguer automóvel sem condutor, a bookingdrive.com dá aos proprietários a possibilidade de rentabilizarem os seus veículos nos momentos em que não os usam", explicou Jorge Forte, avançando que, "em média, um automóvel privado é utilizado apenas pouco mais de uma hora por dia", ficando parado "95% do tempo".

Por outro lado, disse, quem alugar o automóvel através da nova plataforma poderá beneficiar de custos "cerca de 70%" mais baixos do que o custo médio dos serviços tradicionais de 'rent a car'.

Assegurando tratar-se de uma plataforma de aluguer de carros "inovadora e pioneira em Portugal", cuja plataforma digital foi "integralmente desenvolvida" no país, o empresário aponta-a como "a solução ideal para dar uso aos carros que estão parados na garagem e para todos os proprietários que passam longos períodos fora de casa ou fora do país".

Segundo adianta, irão estar disponíveis para aluguer diversos modelos de veículos, de várias marcas e diferentes segmentos, com opções "que se adaptam à necessidade de cada condutor".

"A aplicação é simples, prática e segura, disponibilizando viaturas para aluguer num período mínimo de duas horas e máximo de sete dias, renováveis", explica, acrescentando que a inscrição no serviço é gratuita e isenta de taxas, ficando todos os proprietários que insiram veículos na plataforma "obrigatoriamente protegidos por um seguro automóvel, assegurado pela Fidelidade, com uma ampla cobertura e danos próprios".

A lançar com o 'slogan' "Alugue o seu carro à porta de casa", o bookingdrive.com. permite ao proprietário definir o ponto de encontro com o condutor a quem aluga o seu carro, mas é também possível que ambos combinem, no 'chat' automático que se abre na plataforma após o pagamento da reserva, o local de encontro e outras informações relativas ao aluguer.

Na plataforma podem apenas ser registados veículos das categorias de ligeiros de passageiros, camionetas, todo-o-terreno e ligeiros mistos, com idade inferior a 11 anos e com inspeção periódica obrigatória, seguro obrigatório e imposto de circulação em dia, cabendo ao proprietário a definição do valor do aluguer.

Já os condutores que pretendam alugar um carro no bookingdrive.com devem ter mais de 21 anos e nacionalidade de um Estado-membro da União Europeia, Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, EUA, Canadá, Brasil, Suíça, República Popular da China ou Japão.

Segundo uma simulação avançada pelo promotor, um proprietário que tenha um veículo inserido na plataforma e o alugue dois dias por semana por um valor médio de 15 euros/dia poderá obter um rendimento anual superior a 1.000 euros, enquanto um proprietário com três veículos carregados no bookingdrive.com, que alugue três dias por semana pelo valor médio unitário de 25 euros/dia, obterá cerca de 9.000 euros por ano.

+ notícias: País

Sindicato dos Motoristas admite recorrer à justiça para responsabilizar aqueles que violaram leis

O porta-voz do sindicato de motoristas de matérias perigosas, Pedro Pardal Henriques, admitiu este sábado recorrer à justiça para “responsabilizar todos aqueles que violaram as leis” na greve.

ASAE apreende 7.000 artigos em combate à contrafação no Facebook

A ASAE apreendeu em Castelo de Paiva e Coimbra mais de sete mil artigos desportivos contrafeitos, no valor de 62 mil euros, numa ação contra produtos contrafeitos vendidos através do Facebook e 'websites'.

Vários setores de atividade confessam que não aguentam mais dias de paralisação dos motoristas

A greve dos motoristas de matérias perigosas começou há quase uma semana mas os portugueses começaram a preparar-se muito antes. Também os vários setores de atividade revelaram estar bem preparados mas há quem diga que não aguenta mais dias de paralisação.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.