Info

APAVT compensa viajantes após greve de trabalhadores

APAVT compensa viajantes após greve de trabalhadores
| País
Porto Canal (AYF)

O clientes prejudicados pela greve de 27 de agosto dos trabalhadores que fazem a segurança dos aeroportos, vão ser compensados pela Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT).

A APAVT explicou em comunicado, que a compensação que será levada a cabo representa, um elevadíssimo montante global, na ordem do meio milhão de euros. Por essa razão, será feita a partir da emissão de vales, com o nome dos clientes prejudicados, no montante que não usaram e passaram agora a poder utilizar, no prazo de um ano, "única e exclusivamente nas agências de viagens onde originalmente adquiriram os respetivos serviços".

Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, admite a necessidade de manter a credibilidade do setor e defender os interesses dos viajantes, apesar de não ser legalmente exigível, reconhecendo o "elevado sentido de responsabilidade" dos operadores turísticos que a integram e que a acompanharam nesta solução.

Fonte da ANA - Aeroportos de Portugal disse à Lusa que sobretudo o aeroporto de Lisboa ficou paralisado.

+ notícias: País

Incêndio em Cinfães provocou seis desalojados

Seis pessoas ficaram hoje desalojadas na sequência de um incêndio que deflagrou numa carpintaria na localidade de Souselo, concelho de Cinfães, e que destruiu parcialmente uma habitação contígua, disse fonte da proteção civil.

Juiz benfiquista vai continuar no caso dos 'emails'

O juíz que pediu escusa do processo dos 'emails' por assumir ser benfiquista vai continuar no caso. Tudo porque o presidente do Tribunal da Relação do Porto não aceitou o pedido de escusa do juiz Eduardo Rodrigues Pires por considerar que o facto de o magistrado ser adepto e sócio bem como acionista do Benfica não interfere com a isenção e imparcialidade da função que exerce.

Diretor da private banking do EuroBic encontrado morto em casa em Lisboa

O diretor da private banking do EuroBic e gestor da conta da Sonangol, Nuno Ribeiro da Cunha, foi encontrado morto na quarta-feira à noite na casa onde residia no Restelo, em Lisboa, disse hoje à Lusa fonte da PSP.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.