"Parece errado que haja professores impedidos de estar em teletrabalho e alunos sem aulas"

| Porto Canal

João Dias da Silva, Secretário-Geral da FNE, analisa as medidas para o início do ano letivo, nomeadamente a que indica que os professores dos grupos de risco não podem ficar em teletrabalho, e diz que "em várias circunstâncias, nomeadamente na zona de Lisboa, pelo exemplo de anos anteriores, haverá muita dificuldade em encontrar professores de substituição e, por isso, parece errado que haja professores impedidos de estar em teletrabalho e alunos sem aulas".

O Secretário-Geral da FNE indica ainda que "há muito trabalho a realizar nas escolas para apoiar os alunos para além daquilo que é a garantia do funcionamento do currículo normal, e estes professores poderiam em regime de teletrabalho continuar a prestar apoio aos alunos".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.