Apoio extraordinário à retoma progressiva: "é um substituto bastante fraco, mais adequado a uma altura de retoma mais forte que não é o caso"

| Porto Canal

João Vieira Lopes, Presidente da Confederação do Comércio, analisa o novo apoio extraordinário à retoma progressiva que contempla um apoio ao pagamento de subsídio de Natal mais baixo do que o que foi discutido com os parceiros sociais, e diz que "esta é mais uma má notícia que se junto a este sistema que foi criado para substituir o 'lay-off' simplificado", que considera um sistema "bastante complexo em que as empresas vão ter muitos problemas, burocráticos e outros, para concorrerem e inclusivamente tem determinadas condições que dificultarão muito as empresas". Por isso, para João Vieira Lopes, o apoio extraordinário à retoma progressiva "é um substituto bastante fraco, mais adequado a uma altura de retoma mais forte que não é o caso".

O Presidente da Confederação do Comércio afirma ainda que "todas estas medidas resultam do objetivo do Governo que é poupar dinheiro, que é compreensível, mas que considera que não está adequado às necessidades, neste momento, de retoma e apoio às empresas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.